04 abril 2017

Depressão – Vamos Conversar


Este é o tema escolhido pela OMS para o Dia Mundial da Saúde – 07/04/2017

Uma doença que pode afetar qualquer um de nós em qualquer fase da vida. A Organização Mundial da Saúde estima que 350 milhões de pessoas sofram deste transtorno. A campanha alerta que a depressão é a principal causa de incapacidade em todo o mundo e existem tratamentos muito eficazes para a doença.


Por que o foco da campanha é o diálogo?  
O psiquiatra Nei Nadvorny, diretor da clínica Laboratório da Depressão, de Porto Alegre, esclarece que a “depressão ainda é uma doença estigmatizada, o que leva a pessoa a não procurar ajuda, pois pensa que os outros vão acreditar que ela está louca". O médico, com quase 30 anos de experiência no tratamento da doença, diz que depressão provoca o isolamento, agravando o quadro. Por isto, a própria família pode procurar um médico.

Sinais da depressão - tristeza profunda, associada a dores em qualquer parte do corpo, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa. Ela também provoca extremos de sono e fome. Os quadros variam de intensidade e duração e podem ser classificados em três diferentes graus: leves, moderados e graves.
Causas – a doença tem influência genética, mas nem todas as pessoas reagem da mesma forma aos chamados gatilhos – fatores que geram as crises. Traumas 
na infância, estresse, consumo de drogas lícitas e ilícitas, alguns medicamentos e doenças sistêmicas podem desencadear a depressão. O Dr. Nei Nadvorny ressalta que, atualmente, a violência e a crise financeira estão entre os fatores externos que vem influenciando o problema. Professores, policiais e vítimas de assaltos são pacientes cada vez mais comuns.

Tratamento - a terapia ajuda a prevenir as crises, mas o uso de medicamentos é fundamental para sair da depressão. Os remédios estão muito modernos, dão resultado pleno em 15 dias de tratamento e não causam dependência.

Você sabia? Quem já teve uma crise, tem 40% de chance de sofrer a segunda e quem teve a segunda, tem 90% de chance de ter depressão pela terceira vez. Por isso, o acompanhamento médico é tão importante. A depressão pode levar ao suicídio – cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida a cada ano. Para o psiquiatra, poder conversar com a família ou amigos sobre o assunto, além de buscar o apoio profissional é o início da cura.
Conheça mais sobre a Clínica Laboratório da Depressão no site www.laboratoriodadepressao.com.br
Contato com a imprensa – Solar Comunicação Digital
Flávia Marroni (51) 99877.8913

Melissa Gass (51) 99573.5372 



Link do seu blog - créditos

Tema Base por Butlariz